quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Vioclipe da musica "Vila do Landroal"

Como já aqui noticiei esta semana, o Grupo de Cantadores dos Reis de Alandroal, lançaram um CD de cantigas de roda.

Uma dessas músicas cantadas pelos Cantadores do Reis é a "Vila do Landroal", música da qual desconheço o autor, mas que já foi interpretada por outros grupos, mesmo sem serem do Alandroal. É uma dessas versões que vou dar a conhecer aqui hoje.

Esta música já a tenho preparada há algum tempo, mas fiz questão de não a postar aqui anteriormente, por ter conhecimento de ser um dos temas a ser apresentado no lançamento do CD em questão e não estragar assim a surpresa preparada pelos Cantadores do Reis.

O que vão aqui ver e ouvir é um videoclipe realizado por mim, com a referida música:


Já agora aproveito para informar que o CD lançado pelos Cantadores dos Reis de Alandroal, pode ser adquirido no Posto de Turismo de Alandroal. E pela parte que me toca e pelo que tenho ouvido dos críticos, é um trabalho que merece ser ouvido.

Capa e rosto do CD

21 comentários:

Anônimo disse...

Caro Rosinha com tantos temas bonitos e bem feitos que este novo CD tem e com o jeito que tem bem que podia fazer uns videoclips.
Fica aqui o desafio.

Anônimo disse...

Amigo Rosinha então não optaste por uma tema mais alegre porquê?
Desculpa mas essa de "onde passa a mocidade quando vai p'rá sepultura" até me dá arrepios.
Não há nada mais triste que a morte.
De qualquer modo desejo-te uma vida longa para poderes continuar a aperfeiçoar este trabalho dos videoclips.

Anônimo disse...

HÁ MUITAS COISAS QUE DÃO ARREPIOS E NÃO É UMA CANÇÃO POPULAR BONITA E PROFUNDA QUE DÁ ARREPIOS,PARA MIM ESSE TEMA É DOS MAIS BEM CONSEGUIDOS NO CD DOS CANTADORES, GRANDE ARRANJO,PARABENS A QUÊM O FEZ.

Anônimo disse...

Há muito tempo que este Grupo de Cantadores dos Reis mereciam este cd.
Excelente trabalho, muitos parabéns a todos os envolvidos na realização do cd.

João Transmontano

xpto disse...

Este ultimo comentário do João avivou-me a memória e talvez ele se lembre que a Rádio Ca-tá passava esta musica de um disco que me parece foi o Galvão que o descobriu. O disco foi concebido precisamente para divulgar a guitarra campaniça.
De uma coisa tenho a certeza: Quando acabou a rádio no Alandroal eu e o Galvão tinhamos um programa na Rádio Campanário de nome "de ontem para hoje"(transmitido entre as 11 e as 13 de Domingo) e o indicativo de abertura era precisamente a musica que os Cantadores agora felizmente recuperaram. Só por isso se muito mais não fosse merecem um grande aplauso extensivo a quem musicou.
Chico Manuel

Anônimo disse...

A música sim, é excelente e a interpretação é ótima!

A letra para o meu gosto é um tanto macabra.
"onde passa a mocidade
quando vai para a sepultura"...
Não se pode dizer que seja um bonito postal ilustrado do Alandroal.

Anônimo disse...

...HAVERÁ??? alguma intenção sensatória no comentário das 18,33,00 de ontem???

Acabem-se com as "letras macabras" e FEIAS!!! para um BONITO postal...

Não escreva disparates homem/senhora...

O que escreveu faz-nos lembrar o LÁPIS AZUL...

Vá de retro satanás

Anônimo disse...

A letra para o meu gosto é um tanto macabra.
"onde passa a mocidade
quando vai para a sepultura"...
Não se pode dizer que seja um bonito postal ilustrado do Alandroal.

11/01/2013 18:33:00

Quer lá a gente saber do seu gosto, é seu fique com ele.
O seu comentario é que é um bonito postal para o Alandroal.
A mocidade existe e as sepulturas tambem, é a vida real.

Anônimo disse...

Exelente trabalho,só hoje o pude escutar com o atenção e com bom aparelho de audio,está o grupo de parabéns assim como quem fez os arranjos,musicos e produção.
Bom trabalho Zé Carvalho,tem que se dar valor a quem o tem,ainda temos por cá gente da Terra competente graças a Deus.

Mariana Tátá

Anônimo disse...

Ai Mariana, Mariana. Também tu?

Se és mulher com M (éme) grande enaltece e cita OS NOMES daqueles que há 23 anos vem sustentando o TRABALHO do cante que agora proporcionou o CD.

Olha que porra de enaltecimentos.
Devidos sim, mas na verdadeira proporção...entendidos (ou faço o desenho?)

Vá. Atira-te. Damos-te alvíssaras.

MUITAS...

Anônimo disse...

“que há 23 anos vem sustentando o TRABALHO do cante que agora proporcionou o CD.”

Eu tenho que me meter comentador de 13/01/2013 23:22:00
e não sou Mariana,por acaso também tenho M no nome,sou Mário e por aqui me fico por que o amigo também não se identifica.

Já ouvi-o o trabalho,o dito CD??????
Fala de trabalho do cante,mas qual cante o CD é alguma vez um CD de Cante.
Um CD de cante é todo ele cantado a vozes não tem instrumentos nenhuns é assim com os grandes corais de cante que temos no País.

CORAL DE PIAS – GANHÕES DE CASTRO VERDE – CORAL DE SERPA- VOZES DE ALMODÔVAR entre outros.

Claro,que isto só é possível para corais já profissionais e com vozes que cantam e trabalham assiduamente.Acho que a solução encontrada pelos cantadores dos reis foi a mais certa, a de misturar as vozes com música e o título do CD “ OUTROS CANTES “dá essa oportunidade e as deficiências normais de um grupo amador não são tão notórias e para isso trabalhou e bem o produtor em estúdio para por aquilo mais homogéneo e mais audível,isto foi dito pelo Manuel Augusto e outros cantadores..
O produtor,que já vi que faz urticaria ao caro comentador fez um bom trabalho,porque pegou nos produtos disponíveis e fez o melhor cozinhado possível,é que eu também já cantei em convívio com os cantadores dos reis,e embora leigo no assunto,percebo as suas limitações e fazer um disco só de vozes é obra,ou são muito bons ou não dá.

As pessoas às vezes mandam umas bocas e mais valia estarem caladas,é meu habito beber uns copos no café do mercado,cujo o proprietário o Pua faz parte dos cantadores,e o que ouvi em conversa foi que o tal de produtor que incomoda o caro comentador, falou com o grupo no sentido de fazerem alguns temas só com vozes porque o Cante é assim e porque o grupo se identifica como um coral de cante,porque havia no grupo quem quisesse que fosse tudo com musica tipo Cantares de Portel que de cante não tem nada.

Olhe,eu também dou os parabéns a todos e em especial ao Tói e ao produtor,porque se não fosse o rapaz ainda não havia CD e aquilo tinha sido tudo menos um CD de cante,para mim já não o é,está a meia calha.

Veja lá se quer que a gente dê os parabéns a outras pessoas que nada fizeram para o CD mas que andam a tirar dividendos,como é decerto seu caso que só destila veneno,não faz mas opina ao bom estilo do Alandroal.

Anônimo disse...

Olha que porra de enaltecimentos.
Devidos sim, mas na verdadeira proporção...entendidos (ou faço o desenho?)

Vá. Atira-te. Damos-te alvíssaras.

MUITAS...
13/01/2013 23:22:00

Os meus enaltecimentos só a mim me dizem respeito,e não precisa de ser malcriado para se destacar, porque a única coisa que se consegue absorver do seu comentário é que se incomoda com certa pessoa,mas que de facto se o CD existe a ele lho devem, e pelas informações fidedignas que disponho não só ao nível da parte musical e do conceito do trabalho.
Se não fosse o Tói Coelho e o Zé Carvalho não havia CD,não era com os que chegavam atrasados e não apareciam porque estavam em almoços ou tinham outras coisas mais importantes para fazer do que gravar o CD que iam lá.
A sua proporção é a sua e a minha é a minha e não é preciso ninguém fazer desenhos.

Mariana Tatá

Anônimo disse...

Uf, que calor...

Ainda bem que estamos em pleno inverno porque doutro modo seria pior.
Anda tudo com os nervos à flor da pele?

Ó Senhores e Senhoras, olhem que a tolerância, também é uma virtude e no mundo, quer queiramos quer não, haverá sempre divergência de opiniões.
Porque é que não admitimos que existam opiniões que divergem das nossas? Será porque estamos absolutamente convencidos da verdade das nossas razões.
Porém a natureza humana, é deveras complicada e aquilo que se nos afigura hoje como uma verdade incontestável, pode com o passar do tempo já não ser tanto assim.
Quererá isto dizer que somos incoerentes?
Talvez não!
Quererá é dizer que evoluímos e isso faz parte de nós desde os primórdios.
Portanto, nada de paixões tão exacerbadas.
Estas observações são imparciais e tanto se destinam aos que apoiam, como aos que contestam o que agora, no caso presente é apenas um CD.
Venho reparando que nos comentários dos blogs do Alandroal, existe falta de serenidade para o debate em geral. Isso, como é lido por muito mais gente do que alguns imaginam, não dá uma imagem correta do povo que somos.
A grande maioria do povo do concelho do Alandroal, não são comentadores de blogs e são por natureza, tolerantes e respeitadores.

Comentador desapaixonado.

Boa tarde.

Anônimo disse...

boa malha, esta das 16:20

Anônimo disse...

Às 16:20:00 do dia 14 de janeiro de 2013, pela primeira vez neste blogue (?) um comentário digno de destaque.

Porquê?

Alguém teve discernimento para finalmente escrever...

"A grande maioria do povo do concelho do Alandroal, não são comentadores de blogs e são por natureza, tolerantes e respeitadores."

Direitos e deveres, respeito pelo próximo e pela sua forma de pensar, só isso e nada mais.

Abril Vencerá

Anônimo disse...



Ainda não ouvi o CD, confesso,(a seu tempo o farei com todo o agrado)mas esta música e o video-clip mostram mais um crime ao património cometido na nossa vila. Refiro-me exactamente ao arco que, o empreiteiro, com autorização camarária, transformou naquela "linda" obra. Poderíamos talvez, passar a chamar-lhe o Arco do Chinês (até rima):). Abraço.
J.Cardoso Justa

Anônimo disse...

amigo cardoso passo ali todos os dias e nan imagina a dor que me vai na alma ao ver estes crimes contra o nosso passado

Anônimo disse...

Os atentados contra o património, primeiro dos inúmeros processos crimes que terá que responder na barra do tribunal, foram mais que muitos. Os crimes do passado contra o passado, muito bem dito!

Anônimo disse...

Pronto...Acabou-se...
Qual legado registo/arquivo áudio dos Cantadores dos Reis?
Foi mais uma "menoridade" de 19 cidadãos do Alandroal que, com a "DOAÇÃO DAS SUAS VOZES"... destruíram raízes culturais DO CONCELHO!!!

Pobre Terra que não devia merecer tais comentários.

...de uma incapacidade avaliadora...DESTRUIDORA e MALEDICENTE...

Pax Julius





Anônimo disse...

Pela cabeça de alguns, ainda seria suposto vivermos em cavernas! Que parvoice essa agora de estragarem o nosso passado cultural a contruir casas para vivermos!

Anônimo disse...

"Poderíamos talvez, passar a chamar-lhe o Arco do Chinês (até rima):)"

Na vila do Alandoal, há um Alco de tulismo sexual (não lima)...(

Chinês