sexta-feira, 29 de junho de 2012

Alandroal apresenta Centro de Estudos do Endovélico

O Município de Alandroal realiza amanhã, dia 29 de junho, no auditório do edifício sede do Município de Alandroal, pelas 15:00 horas, a sessão de apresentação do “Centro de Estudos do Endovélico”, que será coordenado pela Professora Ana Paula Fitas.

O “Centro de Estudos do Endovélico” é um projecto de desenvolvimento cultural, criado pela Câmara Municipal de Alandroal, com o objectivo de promover e divulgar a dimensão patrimonial associada ao território concelhio que hoje se designa por “Terras do Endovélico”.

De carácter multidimensional, este Centro de Estudos irá desenvolver a sua actividade a partir do estudo associado do património arqueológico e etnológico do concelho de Alandroal, na perspectiva da promoção de um desenvolvimento integrado capaz de aprofundar, valorizar e divulgar o conhecimento sobre a cultura local e regional em que se insere o património, ao mesmo tempo que concretiza actividades e cria instrumentos capazes de contribuir para a dinamização do tecido social comunitário.

Alguns dos principais objectivos do Centro são:

- Acompanhamento do processo de criação do Centro Interpretativo do Endovélico, espaço museológico dedicado a esta divindade e a toda a cultura do concelho;
- Organização de um programa sistemático de iniciativas e eventos culturais, científicos e de lazer que sejam fonte de mobilização social e coesão económico-social, com destaque para um congresso anual dedicado ao tema do Endovélico;
- Criação de um Centro de Documentação;
 - Criação dos “Cadernos do Endovélico”, publicação semestral dedicada à história, arqueologia e etnografia do concelho;
- Publicação da Carta Etnológica do Concelho;
- Desenvolvimento de um Serviço Educativo para a dinamização cultural e pedagógica da população escolar;
- Preparação de uma candidatura do património etno-arqueológico concelhio a Património Europeu ou Património da Humanidade.

O Centro será coordenado pela Professora Doutora Ana Paula Fitas e contará com a colaboração de especialistas do Museu Nacional de Arqueologia, do Instituto Alemão, da Universidade de Lisboa e da Universidade da Extremadura Ficará instalado, numa primeira fase, no edifício da antiga Escola Primária de Alandroal, recentemente recuperado pela autarquia.

Fonte: Jornal Ecos

terça-feira, 26 de junho de 2012

METEO - ALANDROAL COM AVISO LARANJA



O Concelho do Alandroal com aviso Laranja devido a temperatura elevada

Todo o Distrito de Évora estará hoje e amanhã com aviso Laranja devido às temperaturas elevadas, que deverão chegar aos 40 graus.

A radiação ultravioleta (UV) vai apresentar valores extremos em toda a região.

O aviso Laranja, o terceiro de uma escala que vai até quatro, está accionado para o distrito de Évora, Beja, Portalegre , Santarém,  Lisboa, Castelo Branco, Guarda, Bragança, Vila real e Braga, enquanto os distritos  estão com aviso Amarelo, o segundo nível da mesma escala.

ALERTA LARANJA: Situação meteorológica de risco moderado a elevado.
Manter-se ao corrente da evolução das condições meteorológicas e seguir as orientações do ANPC.

O Alandroalandia aconselha ingerir muitos líquidos, sem açúcar e sem álcool e à não exposição ao sol, nos períodos de maior calor.

DIVULGAÇÃO - CENTRO CULTURAL DE ALANDROAL COMEMORA 30 ANOS


Alandroal: “Titanic 3D” na Estreia do Novo Equipamento de Cinema Digital

O Fórum Cultural e Transfronteiriço de Alandroal vai inaugurar, no próximo dia 29 de junho, pelas 21:30h, um moderno sistema de cinema digital 3D, com a exibição do filme “Titanic 3D”. O novo equipamento vai permitir a projecção dos filmes mais recentes, com o recurso à última tecnologia disponível, proporcionando assim uma experiência única aos munícipes do concelho.  
Face ao crescente impacto que o cinema digital 3D começa a ganhar, e tendo em conta a maior economia de custos que proporciona, em comparação com o cinema analógico, a Câmara Municipal de Alandroal decidiu apostar nesta nova tecnologia, que vem modernizar e dar uma nova dinâmica ao cinema no Fórum Cultural de Alandroal, colocando-o assim num patamar idêntico ao das melhores salas de cinema da região Alentejo. 

O novo equipamento, NEC NC1200C, idêntico ao instalado nas salas de Portel, Redondo e Reguengos de Monsaraz, representa um investimento de cerca de 75 mil euros, comparticipado em 80% pelo QREN - Quadro de Referência Estratégica Nacional 2007/2013, no âmbito da “Rede de Equipamentos Culturais do Programa Operacional”- INALENTEJO. 

Para inaugurar e testar as novas potencialidades da sala, o Município preparou uma programação composta por algumas das últimas estreias. Assim, os próximos filmes já agendados são: “Os Piratas”, no dia 1 de Julho, “Florbela”, no dia 13 de Julho e “O Ditador”, no dia 27 de Julho.
Os bilhetes terão um preço único de 3,5 euros, sendo que os munícipes portadores do Cartão do Jovem Munícipe poderão usufruir de um desconto de 25% sobre o preço do bilhete. Além disso, foi criado um cartão de fidelidade, a que qualquer pessoa pode ter acesso, de forma gratuita, no Fórum Cultural de Alandroal e que prevê a oferta de um bilhete por cada 5 filmes a que o seu portador assista.    

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal

segunda-feira, 25 de junho de 2012

ALANDROAL NOVAMENTE NA "BOCA" DO EXPRESSO.

Hoje de manhã, num breve zaping pelos jornais nacionais online deparei-me com mais um artigo em que o Alandroal é dado como um exemplo. O exemplo de como o Pais chegou onde chegou e o porquê de tanta austeridade.

É um artigo no Expresso de Henrique Raposo, na sua crónica "A tempo e a desmodo", ora leiam:

Querem os subsídios de férias? Olhem para aqui

A reposição dos subsídios de férias/natal não depende da bondade do governo, mas das possibilidades financeiras do país. Como dizia Daniel Bessa, a questão passa por saber se os subsídios "algum dia poderão ser repostos" e, neste sentido, "a única tarefa colectiva" que "deveria interessar os portugueses" é "saber o que deveríamos fazer para que algum dia fossem repostos" (Expresso, 21 de Abril). Ou seja, a reposição dos subsídios não depende dos humores de Vítor Gaspar, mas sim de uma mudança estrutural. É bom lembrar que, até ao advento da troika, o dia-a-dia do Estado (salários, subsídios e afins) foi alimentado por aumentos de impostos e emissões de dívida. Como já se percebeu, esses dois caminhos chegaram ao final da linha. O regresso dos subsídios depende, portanto, de duas mudanças. Primeira: conseguimos ou não uma redução do peso do Estado? Segunda: conseguimos ou não equilibrar a balança entre importações e exportações? 

Sobre o primeiro ponto, vale a pena ouvir de novo Daniel Bessa: "quando tem de escolher, a sociedade portuguesa está sempre do lado da despesa, nunca lhe ocorrendo, no entanto, que todas as áreas da despesa podem ser aumentadas (inclusive a reposição dos ditos subsídios), desde que outras sejam diminuídas". Tradução? Se quer os subsídios de volta, o funcionalismo público devia ser o primeiro a estar interessado na separação entre o trigo e o joio da Administração Pública. Um exemplo prático: o Concelho do Alandroal tem cerca de 6200 habitantes, mas tem 1 funcionário público por cada 30 habitantes e uma dívida de 4500 euros por habitante. São necessários todos aqueles funcionários? Como é que um Conselho tão pequeno acumulou uma dívida tão grande? Aquele Concelho é necessário? Não podia ser fundido com outro? Enquanto não fizermos estas perguntas e a consequente separação entre o essencial e acessório, a reposição dos subsídios estará comprometida. Como dizia Teodora Cardoso, as metas a curto-prazo eram impossíveis de alcançar sem o corte dos subsídios, e - mais importante - esse corte deu margem para se tomarem outras medidas, sobretudo a reestruturação da Administração Pública (Negócios, 20 de Outubro de 2011). 

A par da reestruturação do Estado, outro ponto devia estar debaixo de olho do tal esforço colectivo indicado por Daniel Bessa: o défice externo. O nosso Estado e a nossa sociedade são dependentes do dinheiro dos outros, do crédito externo. Isto sucede porque o país importou muito e exportou pouco, sendo por isso incapaz de gerar poupança interna. Desde a compra de um T2 em Famalicão até ao subsídio de férias da funcionária pública de Viseu, tudo dependia, em maior ou menor escala, do dinheiro que o Estado e bancos pediam lá fora. A tal austeridade é somente o fim deste modo de vida artificial. Ora, enquanto não conduzirmos o país para um equilíbrio da balança de pagamentos, a reposição dos subsídios será complicada. Até porque esse equilíbrio externo é uma condição sine qua non para que os tais mercados voltem a confiar em Portugal. E sem o dinheiro dos malvados mercados não há subsídios para ninguém.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

MINA DO BUGALHO PROMOVE ABAIXO-ASSINADO

ABAIXO-ASSINADO CONTRA A PREVISÃO DA EXTINÇÃO DA FREGUESIA DE SÃO BRÁS DOS MATOS (MINA DO BUGALHO) – Reforma do Documento Verde da Administração Local

Os habitantes de Mina do Bugalho, Freguesia de São Brás dos Matos, ao terem conhecimento da Reforma do Documento Verde da Administração Local, onde se prevê a extinção desta Freguesia, vêm através deste abaixo-assinado, demonstrar o nosso mais vivo repudio por esta decisão anticonstitucional, que mais não traduz senão a desertificação e o isolamento das populações, colocando em causa o nível de vida dos habitantes da Freguesia de São Brás dos Matos.

Participe vamos todos juntos evitar esta medida estapafúrdia do Governo Português em nos tentar tirar o pouco que nós ainda temos, a nossa Aldeia merece que nós habitantes da Mina do Bugalho lutemos pela continuidade da Junta de Freguesia na nossa terra.

Apelamos a União de toda a população da Freguesia de São Brás dos Matos (Mina do Bugalho) porque todos juntos somos mais fortes, não vamos deixar que o Governo Português nos retire o pouco que nós ainda temos.

Todos aqueles que tiverem no seu emprego e tiverem interesse em participar neste Abaixo-assinado informem os membros do Executivo ou a Secretária da mesma para poderem assinar.

Na próxima semana vai também realizar-se um porta a porta na Aldeia da Mina do Bugalho para que consigamos o máximo de assinaturas possíveis por esse motivo colabore para que todos juntos consigamos o objectivo da população da Freguesia de São Brás dos Matos que e manter a Junta de Freguesia na Mina do Bugalho.

Todos nós habitantes desta Freguesia necessitamos da continuidade da Junta de Freguesia de São Brás dos Matos na Mina do Bugalho por isso vamos «lutar» para defendermos o que ainda nos resta dizendo NÃO A EXTINÇÃO DESTA QUE É A NOSSA FREGUESIA, não aceitaremos esta proposta dos nossos Governantes que nos pretendem tirar a nossa identidade e os serviços a que temos direito, DIZEMOS NÃO A EXTINÇÃO DE FREGUESIAS A REGUA E ESQUADRO QUE PRETENDEM FAZER EM PORTUGAL.

Nota: O Abaixo-assinado encontra-se disponível na Sede da Freguesia de São Brás dos Matos a partir da próxima Segunda-feira, Dia 11 de Junho de 2012 e até Dia 29 de Junho de 2012. (todos os cidadãos podem assinar).

Podem assinar também através da internet em www.peticaopublica.com



O Executivo da Freguesia de São Brás dos Matos


Mina do Bugalho, 19 de Junho de 2012

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ALANDROAL - ALTERAÇÃO




 ATENÇÃO:

Esta mesma Assembleia Municipal sofreu uma alteração da data de realização. Inicialmente marcada para dia 22 de Junho, foi agora marcada para dia 28 do mesmo mês, no mesmo sitio, à mesma hora e com a mesma Ordem de Trabalhos.

O Alandroalandia informa os munícipes Alandroalenses que se irá realizar uma REUNIÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL de Alandroal.

Assim a próxima REUNIÃO será na próxima sexta-feira, dia 22 de Junho pelas 21,00h, no Auditório Municipal, com a seguinte ordem de trabalhos:

1. Apreciação da informação do Presidente da CMA acerca da actividade do Município, bem como da situação financeira do mesmo.

2.Tomada de posição sobre a possibilidade de encerramento do serviço de cirugia com internamento no Hospital de Santa Luzia - Elvas.

3. Assunção de compromisso associado à realização da empreitada de Construção da Creche de Santiago Maior.

INTERVENÇÃO DOS CIDADÃOS: Por se tratar de uma REUNIÃO ORDINÁRIA, findos os trabalhos, qualquer cidadão pode pedir esclarecimentos ou fazer qualquer outro tipo de intervenção.

PARTICIPEM

ALANDROAL - AVISO DE CORTE DE ÁGUA

O  Município de Alandroal fez circular um edital com o seguinte teor:

INTERVENÇÃO NA REDE DE ABASTECIMENTO DA LOCALIDADE DA MINA DO BUGALHO – INTERRUPÇÕES NO ABASTECIMENTO

João Maria Aranha Grilo, Presidente da Câmara Municipal do Alandroal, faz saber, nos termos do n.º 1 do artigo 91.º da lei n.º 5-A de 11 de Janeiro que: ·

Devido a trabalhos de intervenção na rede de água servida pelo Depósito Velho do Alandroal, amanhã Quarta-Feira, dia 20 de Junho, o abastecimento de água na Vila do Alandroal será interrompido, a partir das 9.00 horas (Vd planta com a zona afectada).

O abastecimento de água na zona afetada será restabelecido logo que possível..

O Município apela à compreensão de todos os utentes e apresenta desculpas pelos eventuais incómodos.

Edifício Sede do Municipio do Alandroal, 11 de Junho de 2012. .

O Presidente da Câmara Municipal,

João Maria Aranha Grilo

Fonte:Município de Alandroal

segunda-feira, 18 de junho de 2012

CCD TERENA EM FESTA

O Centro Cultural e Desportivo de Terena está em festa duplamente, em festa porque vão realizar já no próximo fim de semana a " Festa de Encerramento" da época 2011/2012 e em festa porque dois dos seus jogadores da equipa de iniciados vão representar a seleção da A. F. de Évora no Torneio Inter Associações que se vai realizar no Açores.


Em baixo à esquerda o Luis Silva e à direita o seu irmão Miguel Silva, os 2 jogadores do CCD terena seleçionados para defenderem as cores do Distrito de Évora.


Em baixo podem ver o oficio emitido pela Direção do CCD Terena e a forma como se regozijam pela escolha destes dois jovens jogadores.


Por ultimo, podem ler a Nota Informativa da A. F. de Évora com a convocatória dos 18 atletas escolhidos.


Alandroal: Obra de Requalificação do Castelo Já Arrancou

A montagem dos estaleiros de apoio, que começou no passado dia 5 de junho, marcou o início da obra de “Requalificação do Interior e Iluminação do Castelo de Alandroal”. A intervenção pressupõe um investimento próximo dos 400 mil euros e será financiada a 85%, no âmbito do INALENTEJO, regulamento Política de Cidades – Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação. Os restantes 15% são assegurados por fundos próprios da autarquia.

 A intervenção que agora se iniciou, e que tem por base um projecto de Manuel Aires Mateus, um dos mais conceituados arquitectos portugueses da actualidade, vai dotar o Castelo de Alandroal de todas as condições para acolher espectáculos de ar livre e outros eventos culturais e promocionais, que possam contribuir para a afirmação cultural do Alandroal aumentando a sua visibilidade exterior. 

O espaço público do Castelo, as portas de acesso e a iluminação do monumento serão os principais focos da intervenção, que deverá ter o menor impacto possível, de modo a dignificar o imóvel sem o descaracterizar.

O presidente da autarquia, João Grilo, encara esta obra, totalmente projectada neste mandato, como “um primeiro passo concreto e significativo na política de requalificação e dinamização do património arquitectónico e monumental do concelho, factor que encerra grande potencial e desenvolvimento e que nunca foi uma prioridade no passado”.

De referir que a Câmara Municipal está também a trabalhar, em parceria com o IGESPAR e a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, no desenvolvimento de um Plano Estratégico para o Castelo de Alandroal, documento que tem como objectivo enquadrar futuras intervenções ainda necessárias, como por exemplo, a reabilitação do caminho de ronda.

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Alandroal, actividades de Fim-de-semana

Com mais um fim-de-semana à porta, e com o bom tempo a ajudar, não vão faltar motivos de interesse para sair de casa e aproveitar as iniciativas que vão acontecer um pouco por todo o concelho, até ao próximo domingo. Já hoje, na Praça da República de Alandroal, tem a possibilidade de assistir aos jogos Europeu de Futebol e de participar num divertido baile tradicional, abrilhantado por João Realista, a partir das 22:30h. 

Amanhã, dia 16, o dia começa cedo junto à Albufeira de Alqueva, em Juromenha, com a realização de uma regata e da descida em canoa desde a Ponte da Ajuda até Juromenha. As actividades iniciam-se por volta das 09:30. Também amanhã terá a oportunidade de participar no 3º Encontro de Poetas Populares de Montejuntos, que tem início pelas 09:00 horas. Já sabe, aproveite o fim-de-semana e divirta-se.
 

Encontro de Poetas Populares de Montejuntos Está de Volta

A localidade de Montejuntos, no concelho de Alandroal, prepara-se para receber mais um Encontro
de Poetas Populares, iniciativa que vai já na sua 3ª edição e que este ano conta com algumas novidades, desde logo, o facto de se realizar ao longo de dois fins-de-semana (16 e 24 de junho). 



Para o próximo dia 16, Sábado, o programa do evento contempla a realização de uma largada de pombos (09:30h), de uma prova de atletismo aberta a toda a população (10:00h) e de uma sessão de fados castiços com artistas locais (22:00h). No entanto, o momento alto deste dia está marcado para as 17:00h, altura em que os Poetas Populares se junta para declamar os seus aclamados versos. Já no dia 24 de Junho, Domingo, está ainda prevista a realização de um espectáculo de Cavaquinho Trigueirão no Relheiro, acompanhado por acordeonistas locais.

A Câmara Municipal de Alandroal entende que este tipo de eventos são fundamentais para a preservação da identidade, história e raízes da nossa população. Por isso mesmo, tudo tem feito para ajudar na sua preservação. O apoio às coletividades e associações que se dedicam a estas artes e o trabalho que tem vindo a ser feito para a edição de um livro de poesia popular, são alguns exemplos da atenção que o Município dedica a estas artes. 


I Edição do “Alqueva Lake Challenger” entre Juromenha e Villareal

Nos próximos dias 16 e 17 de junho a Albufeira de Alqueva, entre Villareal e Juromenha, vai receber a primeira edição do “Alqueva Lake Challenger”. Trata-se de um evento desportivo promovido pelo Club Náutico Marina de Villareal (Olivença) com o apoio da Diputación de Badajoz, Desporto da Extremadura e os municípios de Olivença e Alandroal.
O objectivo é aliar o desporto, o lazer, a história e o património natural e arquitectónico para dar a conhecer as potencialidades turísticas da região e ao mesmo tempo, promover as potencialidades económicas do Grande Lago.

Juromenha vai ser o local ideal para assistir a um programa que contempla a realização de regatas de “traineiras” (embarcações a remo muito populares nos rios do norte de Espanha) estando convidadas para esta demonstração 3 embarcações e correspondentes tripulações da região da Galiza. Estão ainda previstos passeios de barco, kayaks e veleiros e a realização de descidas em canoa, desde a Ponte da Ajuda até Juromenha, onde todos são convidados a participar. 

Segundo os organizadores, o local tem condições excecionais para a prática de desportos náuticos, mas que infelizmente não estão a ser explorados. “Por isso mesmo, decidimos, em colaboração, organizar este evento desportivo que pretende explorar as potencialidades desta zona fluvial para criar dinâmicas e despertar as pessoas para a prática deste tipo de desporto” refere Andrés Bas.
João Grilo, presidente da câmara de Alandroal, destaca as dinâmicas de aproveitamento dos recursos do Alqueva que estão a surgir no concelho, em particular junto a Juromenha, com a criação da Wadnature, empresa de animação turística parceira deste evento, assim como a Associação Empresarial da Região do Alandroal. O nosso principal objectivo é potenciar as dinâmicas existentes de um lado e outro do rio de modo a transformar as potencialidades turísticas e de lazer do lago em oportunidades económicas e em emprego” refere o autarca.

 

sexta-feira, 8 de junho de 2012

ALANDROAL - Ludoteca


Agenda Cultural Junho de 2012

Já está disponível a Agenda Cultural do Município de Alandroal para o mês de Junho, onde a novidade é o início das sessões de cinema em 3D. “Titanic 3D” será o primeiro filme a ser exibido no Fórum Cultural e Transfronteiriço de Alandroal, no dia 29 de junho.

Não esqueça que pode consultar a Agenda Cultural no site do Município, em www.cm-alandroa.pt, ou na nossa página do facebook, em www.facebook.com/cmalandroal.

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Apoiar em Tempo de Crise: Município e Parceiros da Rede Social Conjugam Esforços Para Melhorar Respostas



Com a publicação, entre Julho e Outubro de 2011, de quatro novos regulamentos de apoio (Regulamento de Intervenção Social a Estratos Sociais Desfavorecidos no Concelho de Alandroal, Regulamento Alandroal ConVida, Regulamento de Apoio aos Empresários e Investidores no Concelho de Alandroal e Regulamento Municipal de Apoio Social a Melhorias Habitacionais no Concelho de Alandroal) o município pretendeu antecipar o cenário de dificuldades que muitas famílias vivem hoje, contribuir para a melhoria da qualidade de vida de todas as famílias do concelho e incentivar a fixação de empresas e jovens casais. 

Graças a estes novos regulamentos, o município está actualmente a apoiar mais de 40 agregados familiares com vales mensais de 25 euros na compra de bens alimentares essenciais (carne, peixe, legumes e fruta), trocados no comércio local. O apoio ao arrendamento (45 euros por mês) já chegou a 16 famílias. No ano de 2011 foram atribuídos 53 subsídios de nascimento no valor de 43000 euros e em 2012 já foram aprovados 11.

Além disso, foram também aprovados 8 subsídios de apoio à fixação de residência, no valor de 500 euros cada e realizadas duas melhorias habitacionais no valor de 4600 euros. Para o ano lectivo 2011/2012 foram aprovadas 45 bolsas de estudo para o ensino superior no valor total de 30375 euros. O município ofereceu também os manuais escolares aos 159 alunos do 1º Ciclo no valor total de 9095 euros, a fruta escolar, no valor de 600 euros, e os apoios da acção social escolar chegaram a 90 crianças num valor total de 3600 euros.

Ainda ao nível da educação, a comparticipação na mensalidade da creche – também um novo apoio – chega a 20 crianças num valor mensal de cerca de 1400 euros. A autarquia comparticipa ainda em 50% o custo dos medicamentos dos 846 beneficiários do cartão social do munícipe idoso, o que representa cerca de 96000 euros por ano.

Em colaboração com as IPSS do concelho (Santa Casa da Misericórdia, Centro Social e Paroquial, Lar Cantinho Amigo de Santiago Maior e APIT), foram também criados, no âmbito dos CLDS, os serviços de Oficina Móvel para pequenas reparações domésticas, a Eco-Loja (loja social) e, a desde o dia 04 de Junho, no âmbito do Programa de Emergência Social, a Cantina Social. Neste momento, está a ser criado um Gabinete de Desenvolvimento Social para coordenar todas estas respostas.

Convidamos todos os munícipes a procurarem os serviços de Acção Social da autarquia, o Balcão Único do Munícipe (Alandroal e Santiago Maior) as IPSS referidas, a Segurança Social e as Juntas de Freguesia para obterem mais informações sobre todas as medidas de apoio que foram criadas, de modo a poderem beneficiar das mesmas. Juntos vamos ultrapassar esta fase de maior dificuldade no país e no concelho e construir um futuro melhor.

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal

Autarquia Cada Vez Mais Próxima do Cidadão


Alandroal Descentraliza Serviços e Melhora Mobilidade


O município de Alandroal continua a desenvolver e aprofundar respostas que facilitem a vida dos munícipes na resolução dos seus problemas do dia-a-dia. No Alandroal já funciona desde Outubro de 2011 o Balcão Único do Munícipe, que permite tratar de todos os assuntos relacionados com a Autarquia, num único local e com atendimento personalizado. Este serviço passou agora, desde o início do mês de Junho a estar também aberto à hora do almoço, funcionando sem interrupções entre as 8h30 e as 15h30 tornando mais fácil o acesso a quem se encontra a trabalhar.   

A partir de 4 de Junho o Balcão Único do Munícipe passou a estar disponível também em Santiago Maior, no espaço da sede da junta de freguesia. Todos os munícipes, e não apenas os daquela freguesia, passaram a dispor ali de um conjunto de respostas que só estavam disponíveis na sede de concelho. Pagar a factura mensal da água e outros serviços de água e saneamento; licenças, pedidos de subsídios, bolsas de estudo e transportes escolares; ou ainda inscrições na Escola Popular Túlio Espanca ou requisição dos serviços da Oficina Móvel.

A partir de Agosto estarão também disponíveis em Santiago Maior alguns serviços de obras. O Alandroal torna-se assim a primeira Autarquia do Alentejo a descentralizar os seus serviços de balcão único para uma freguesia e o objectivo deste executivo é fazer chegar este modelo a todas as freguesias do concelho no futuro próximo.

Em simultâneo, o Município está a preparar o lançamento da “Linha Azul de Transporte Solidário”. Uma vez por semana, às quartas-feiras, os autocarros do município farão o percurso entre as freguesias e a sede de concelho e vice-versa, ao início e ao final da manhã. Esta linha de mobilidade sustentada é gratuita para todos os munícipes e pretende facilitar o acesso aos serviços da autarquia, ao Centro de Saúde, e a todos os serviços públicos aos munícipes sem meios próprios de locomoção, contribuindo de forma decisiva para quebrar o isolamento.

Fonte: Gab. Imp. do Município de Alandroal

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Alandroal: Cantina Social Disponível a Partir de Dia 4 de Junho


O concelho de Alandroal vai passar a disponibilizar o serviço de Cantina Social, já a partir do próximo dia 4 de Junho, fruto de um protocolo estabelecido entre a Segurança Social e o Lar Cantinho Amigo, de Santiago Maior, no âmbito do programa de Emergência Alimentar. 

O protocolo estabelecido com a Segurança Social prevê que seja servido um máximo de 65 refeições diárias, com o custo simbólico de 1€, e que poderão ser consumidas no Lar Cantinho Amigo ou levadas para casa. Devido às características geográficas e demográficas do concelho de Alandroal, a Segurança Social entendeu que o Lar Cantinho Amigo seria a instituição com as melhores condições para arrancar com o projecto, uma vez que está localizado na freguesia com o maior aglomerado populacional.  

Numa primeira fase, que terá a duração de três meses, a Cantina Social, que se destina essencialmente aos idosos e a famílias com baixos rendimentos ou afectadas pelo desemprego, estará disponível apenas na freguesia de Santiago Maior. No entanto, numa segunda fase, e com o apoio da Câmara Municipal de Alandroal, toda a população do concelho poderá beneficiar deste serviço.

Todos aqueles que desejem candidatar-se a esta medida devem entrar em contacto com o serviço local da Segurança Social de Alandroal, Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal, Lar Cantinho Amigo, Santa Casa da Misericórdia, Centro Social e Paroquial de Alandroal, Associação para Protecção dos Idosos de Terena (APIT) e Agrupamento Vertical de Escolas, que fará a sinalização e encaminhamento das crianças que possam precisar deste apoio.    

O processo de implementação da Cantina Social no concelho de Alandroal tem vindo a ser preparado em articulação entre a Câmara Municipal, as Juntas de Freguesia e as Instituições de Solidariedade Social e com o serviço local da Segurança Social de Alandroal. Estas entidades estão a reunir entre si, assinalando as situações mais prioritárias e garantindo que não existirá uma duplicação dos apoios que já estão no terreno, nomeadamente do Regulamento de Apoio aos Estratos Sociais Desfavorecidos da Câmara de Alandroal. 

Sendo a área da Acção Social uma das principais prioridades do actual executivo, esta medida reveste-se de especial importância e vem complementar as respostas que o Município já tem no terreno. 

Fonte: Gab. Imp. do Município de Alandroal

DIVULGAÇÃO - INTERDITO BAR


Loading...