quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Municípios da Aérea de Influência do Hospital de Santa Luzia Reuniram Para Evitar Encerramento de Valências

Os presidentes dos Municípios de Elvas, Alandroal, Campo Maior, Borba, Monforte, Estremoz e Vila Viçosa reuniram no passado dia 29 de Novembro, na Casa da Cultural de Elvas, para discutir a situação do Hospital de Santa Luzia (Elvas), que corre o sério risco de vir a perder o estatuto de “Hospital com Urgência Médico-Cirúrgica”, passando a ser reconhecido apenas como “Hospital de Urgência Básica”, já a partir do início do próximo ano.

Esta alteração, que implicará o fecho de valências como anestesiologia, laboratório de análises clínicas, internamento cirúrgico, ortopedia, radiologia ou cirurgia, está a provocar incerteza e preocupação, tanto no pessoal médico, como nas populações servidas pelo Hospital de Santa Luzia (entre elas a população do concelho de Alandroal), que deixarão de poder ser tratados neste hospital caso esta alteração avance. De referir que mais de 50% dos utentes do Hospital de Santa Luzia são provenientes dos concelhos de Alandroal, Borba, Vila Viçosa, Estremoz, Monforte, Estremoz e Campo Maior.

Os autarcas dos municípios da área de abrangência deste Hospital consideram a situação inaceitável e, na referida reunião, acordaram um conjunto de medidas, que já estão a ser implementadas, com vista a evitar esta situação. A criação de um grupo de trabalho para acompanhar esta e outras questões relacionadas com a saúde, o agendamento de uma reunião com a Direção Regional de Saúde, o agendamento de uma visita conjunta dos autarcas ao hospital, a promoção de acções de sensibilização e esclarecimento da sociedade civil sobre esta questão e, ainda, o acompanhamento mais atento dos serviços oncológicos, foram algumas das medidas que saíram da reunião. 

No entendimento destes presidentes de Câmara, a situação dos serviços oncológicos merecem um acompanhamento mais atento, uma vez que o Serviço Nacional de Saúde está a encaminhar os utentes oncológicos para os IPO’s do país, que por razões economicistas está a administrar aos utentes medicamentos ultrapassados, quando poderia encaminhar esses doentes para hospitais com serviços de oncologia (casos do Hospital de Elvas e Évora), onde estão disponíveis medicamentos mais recentes e com maior eficácia.

A Câmara Municipal de Alandroal entende que é essencial que o Hospital de Santa Luzia, em Elvas, continue a receber os utentes do concelho, pelo que, em conjunto com os municípios acima referidos, tudo fará para evitar a situação descrita. 

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal.

Um comentário:

Anônimo disse...

Primeiro a Maternidade

Segundo a Desclassificação

Terceiro o Encerramento

Quarto a Asfixia Mortal

A C O R D E M O S

Loading...