segunda-feira, 18 de junho de 2012

Alandroal: Obra de Requalificação do Castelo Já Arrancou

A montagem dos estaleiros de apoio, que começou no passado dia 5 de junho, marcou o início da obra de “Requalificação do Interior e Iluminação do Castelo de Alandroal”. A intervenção pressupõe um investimento próximo dos 400 mil euros e será financiada a 85%, no âmbito do INALENTEJO, regulamento Política de Cidades – Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação. Os restantes 15% são assegurados por fundos próprios da autarquia.

 A intervenção que agora se iniciou, e que tem por base um projecto de Manuel Aires Mateus, um dos mais conceituados arquitectos portugueses da actualidade, vai dotar o Castelo de Alandroal de todas as condições para acolher espectáculos de ar livre e outros eventos culturais e promocionais, que possam contribuir para a afirmação cultural do Alandroal aumentando a sua visibilidade exterior. 

O espaço público do Castelo, as portas de acesso e a iluminação do monumento serão os principais focos da intervenção, que deverá ter o menor impacto possível, de modo a dignificar o imóvel sem o descaracterizar.

O presidente da autarquia, João Grilo, encara esta obra, totalmente projectada neste mandato, como “um primeiro passo concreto e significativo na política de requalificação e dinamização do património arquitectónico e monumental do concelho, factor que encerra grande potencial e desenvolvimento e que nunca foi uma prioridade no passado”.

De referir que a Câmara Municipal está também a trabalhar, em parceria com o IGESPAR e a Direcção Regional de Cultura do Alentejo, no desenvolvimento de um Plano Estratégico para o Castelo de Alandroal, documento que tem como objectivo enquadrar futuras intervenções ainda necessárias, como por exemplo, a reabilitação do caminho de ronda.

Fonte: Gab. Imp. Município de Alandroal

22 comentários:

Anônimo disse...

Isto é tudo à farta é que 15% de 400 milhões são 60 milhões de euros à conta da autarquia ou seja de todos nós.
Para os tempos que se vivem é coisa pouca, são trocos e o outro é que era o gastador.

Anônimo disse...

Não são milhões são apenas milhares,mas entendo e concordo com o que diz,nestes tempos em que as pessoas passam fome e com coisas bem mais importantes e basicas para fazer no Concelho, isto do castelo é uma vergonha nesta altura.
Mais um capricho de sua exelencia.

Anônimo disse...

Está-se a falar em 400 mil euros e não 400 milhões...há uma pequena diferença, embora tenha-mos que ser nós a pagar na mesma, mas as obras sem se pagar ou ficar a dever não aparecem e têm que ser feitas. Vamos lá deixar de ataques...

Anônimo disse...

mas as obras sem se pagar ou ficar a dever não aparecem e têm que ser feitas. Vamos lá deixar de ataques...

18/06/2012 17:12:00

MAS O OUTRO FEZ MAIS , PAGOU E FICOU A DEVER, PORQUE COMO DIZ E BEM NÃO HÁ OUTRA FORMA, MAS TUDO ISTO ESTAVA ERRADO, MAS AGORA JÁ ESTÁ BEM, JÁ SE PODE FICAR A DEVER.

FALTA DE VERGONHA HÁ MUITA POR AQUI.

Anônimo disse...

18/06/2012 16:22:00
18/06/2012 17:02:00
18/06/2012 17:12:00
18/06/2012 17:56:00

Os heterónimos estão bem identificados. Uma questão de personalidade dupla, tripla, quádrupla, etc, etc, etc. Por aqui abunda muito essa táctica do quatro em um... muito vulgar diga-se em abono da verdade!

Anônimo disse...

A irresponsabilidade no seu melhor. Sem cheta, com a camara falida mas ainda assim quer fazer obra. O homem sabe que isso é que dá votos...O pior é quando a malta pagar a agua a preço de custo e tiver o IMI no máximo.

Anônimo disse...

Também me cheira que o comentador das 18:35 tem razão: Estes comentários parecem vir da mesma pessoa, que deve ter tirado uns minutinhos para fazer três ou quatro comentários a dizer mal que é para parecerem muitos! continue que nós somos todos parvos.

Anônimo disse...

Então já se esqueceram da "célebre" A. Municipal em que os socialistas do então presidente votaram FAVORÁVELMENTE o aumento da percentagem do IMI e que, casos houve, motivados por esse DESRESPEITO por quem vive do seu trabalho (agora se calhar já nem tem)em que tal aumento rondou os 50%?
E recordam-se de quem votou contra e de quem se absteve?

Iniciemos a aprendizagem aos conhecimentos dos meandros do "poder autárquico" requerendo ao sr. presidente da A. Municipal ou ao seu secretariado cópia dessa e de outras decisões tomadas através daquele órgão.

INICIEMOS quanto antes para sabermos aferir QUEM, prepotentemente e arrogantemente, durante 10 anos assim arrastou corregiolinários (pê esses) a tomar tais decisões que JÁ HOJE e se não vislumbra até quando EMPOBRECEM IRREMEDIÁVELMENTE OS RENDIMENTOS DE QUEM "AINDA" TRABALHA...

É um direito que assiste a qualquer cidadão. Sem medo. Desmistifiquemos todo este imbróglio de corrupção que tem vindo a ser consentido.

QUEBREMOS-LHE O VERNIZ...Já

REQUEIRAM CÓPIAS AUTENTICADAS DAS REUNIÕES DAS A. MUNICIPAIS onde se tomaram nefastas decisões, para que façam PROVA do que muito brevemente TODA A POPULAÇÃO DO CONCELHO TERÁ DE SABER.

Sertórius

Anônimo disse...

Hora ai esta uma coisa muito importante requalificar o castelo ou seja sepultar muito mais de 400 mil euros sem qualquer tipo de lucro ou mais valia para a população . Enquanto pelo que sei não se ajuda quem realmente necessita e porque vão estar em risco cerca de 25 postos de trabalho que bastante falta fazem numa região desertificada , estou a falar de uma obra muito importante para o concelho que se encontra a funcionar a associação para a protecção dos idosos de Terena que se encontra com gravissimas dificuldades a termo financeiro é uma obra nova com todas as condições vai-se deixar fechar , com uma população envelhecida era realmente uma grande obra para o concelho . mas temos de arranjar o castelo que realmente é mais importante que as pessoas. obrigado....

Anônimo disse...

Ao Sertório:

A sua "estória " tem muitos erros.

A célebre Assembleia que fala foi já no tempo do MUDA, onde todo o MUDA votou favoravelmente na taxa de IMI no máximo, o PS votou divido e a CDU votou contra. Foi aprovada a taxa máxima do IMI com os votos favoraveis do MUDA e alguns PS's.

Este ano as pessoas foram taxadas à taxa minima do IMI, mas não foi graças ao MUDA, que queria novamente a taxa máxima. As bancadas do PS e CDU votaram contra a taxa máxima, foi por isso que este ano as pessoas pagaram menos.

É verdade que nos mandatos do anterior presidente o IMI era taxado à taxa máxima, mas os tempos eram outros, as pessoas ganhavam mais, havia mais emprego e os cálculos eram feitos de outra forma, é que os estado agora mudou as "regras" com as novas avaliações e as pessoas irão pagar mais indubitavelmente.

Fiscalista

Anônimo disse...

Viva o castelo e os espectaculos de luxo que se vão fazer, é o prometido por este autarca.
Tudo coisas importantes para quem esta sem dinheiro.
Afinal festanças há muitos.

Anônimo disse...

Lá diz o ditado que o peixe morre pela boca e este não é um peixe qualquer é que a ver pelo tamanho da boca deve ser um tubarão baleia e a morte é mais agoniante.

Abriram a boca de mais com tamanho chorrilhos de disparates e promessa e agora estão a tentar cumprir uma parte do que prometeram a todo o custo, para atenuar um pouco a dita alcunha que já não tem forma de a apagarem.

De facto o castelo, as pessoas e muitas outras coisas são importantes, mas é evidente que quem tem, sensibilidade, inteligência e honestidade politica e não só, tem que ter critérios e prioridades, e fazer em primeiro lugar o que é mais importante para a comunidade.

É evidente que este executivo não tem nada disto e como tal é o rega-bofe que se vê em todas as arias, são de facto básicos em tudo.

Não vale a pena virem com as comparações do costume, porque o que nos interessa como cidadãos é o presente e o futuro, a mmmm do passado já foi feita não há volta a dar, já a mmmm actual pode e deve ser evitada, pena é que mais uma vez não tenhamos gente á altura.

Carlos Bica

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Muito bem dito Srº Carlos Bica.

Anônimo disse...

De Sertórius...

JAMÉS...a aprovação da 1ª alteração á taxa do IMI ocorreu pouco tempo depois do início do mandato do ex. (na era do ABSOLUTISMO) e, "pondere-se", na «maioria, á data, das cores políticas dos deputados municipais» presididos pelo sr. portas. Todos eles responsáveis, com a sua votação, PELOS ALTÍSSIMOS VALORES HOJE E AMANHÃ SUPORTADOS EM SEDE DE I.M.I..

Recordam-se!!! da "demagogia eleitoralista" DAS DÍVIDAS MONSTRUOSAS DA C.D.U.; da AUDITORIA (que custou milhares)ENCOMENDADA A "UNS AMIGOS" para denegrir a imagem DE PESSOAS HONESTAS...

A mais DESONESTA postura tida por alguém que se intitulava DE SOCIALISTA.

E assim, tal como hoje VAMOS AUMENTAR IMPOSTOS para pagar dívidas inventadas, para dar cobertura a DESMANDOS de milhões.

E o Zé Povinho foi atrás, algum.

Se eu fosse PC ou CDU logo, mas logo na altura INTERPUNHA JUDICIALMENTE A CORRECTIVA ACÇÃO contra o homem (e os que o apoiaram) nessa farsa que ENGANOSAMENTE lhe conferiu o poder.

PARA QUÊ??? Para se chegar Á VERGONHA de ver o nome do concelho mergulhado EM ESCÂNDALOS INCOMENSURÁVEIS (dos que se já tem conhecimento e, de outros prestes a submergir do lodaçal).

Sertórius II

Anônimo disse...

secalhar da judicialmenet correctiva acção judicial saíriam confirmadas as alegações da altura, então para quê pôr mais lenha na fogueira, as chamas podiam deixar tudo ainda mais preto

Anônimo disse...

PURO ERRO DE PRÉ-CAMPAMHA...

A auditoria disse ZERO quanto a corrupções e outros "ões" e "ências" que o tempo veio demonstrar. Isso sim, e BEM.
A P E N A S foram anotadas no relatório algumas irregularidades processuais.
É que a acção judicial, obrigatória, em defesa DO BOM NOME DAS PESSOAS deveria ter sido de imediato intentada porque já em campanha (antes da graciosa auditoria)essas pessoas que elencavam o executivo, ainda em funções, foi simplesmente ACHINCALHADO (em tudo quanto foi sítio. umas vezes pela calada outras não).
A imagem de muita gente séria foi DITATORIALMENTE denegrida.

Corolorário, aliás, da série de perseguições a trabalhadores que se não reviam NA GESTÃO QUE JÁ SE ADIVINHAVA.

E tinham razão, tanto a partir de 2001 como agora. Só quem não quer é que não vê o IMBRÓGLIO de 11 anos.

Que os trabalhadores se não deixem vergar.

Transparência absoluta nos actos.

SertóriusIII

Anônimo disse...

Pois é, alguns trabalhadores não foram tratados de forma correcta pelo nabais mas nunca em tão pouco tempo houve tantos trabalhadores ameaçados de processos disciplinares e quase sempre por actos menores ou pelo simples facto de não se deixarem vergar a fazer ou subscrever aquilo que a sra e o sr presidente querem.é pena é que os funcionárioss não saibam ser unidos e se deixem influenciar pelo politicos porque estes só pensam nos proprios interesses e usam os funcionários que se acham muito espertos por anadrem sempre a lamber botas, em vez de fazerem o seu trabalho com isenção e de forma idónea

Anônimo disse...

Aponte alguns nomes desses trabalhadores, seja um valente de forma anónima. Ou será que é um cobarde anónimo? Nem os parvos já enganas....

Anônimo disse...

viva o custo zero

Anônimo disse...

viva o custo trinta e um

Anônimo disse...

abaixo o custo 31

Loading...