terça-feira, 13 de novembro de 2012

Artista Plástico Alandroalense é galardoado com o prémio Henrique Pousão.

A pintura "Sabedoria", da autoria de João Torcato Coelho Cardoso Justa, residente em Alandroal, arrecadou o Prémio de Pintura Henrique Pousão 2012.

Das 39 obras inéditas apresentadas a concurso, o júri deliberou ainda atribuir três menções honrosas às pinturas "Homem-Peixe gosta disto", "Forte de São Julião da Barra" e "A Caminho do Monte", da autoria de Pedro Miguel Carola Espanhol, Luís Filipe Furtado de Vilhena e Maria da Conceição Martins Bexiga da Cruz, respectivamente. 

O Prémio de Pintura Henrique Pousão foi instituído em 1985 pela Câmara Municipal de Vila Viçosa, tendo como principais objectivos estimular os artistas alentejanos e divulgar a identidade cultural e artística local. A atribuição deste prémio contribui, simultaneamente, para a evocação de Henrique Pousão, ilustre pintor de oitocentos e proeminente figura calipolense que marcou indelevelmente a arte portuguesa. 

Constituindo-se já como um galardão de referência no panorama da pintura, o Prémio Henrique Pousão distingue, de dois em dois anos, obras inéditas de pintores naturais do Alentejo, ou residentes na região. 

Os quadros concorrentes ao Prémio de Pintura Henrique Pousão 2012 podem ser vistos no Foyer do Cine-Teatro Florbela Espanca durante todo o mês de Novembro, numa exposição que visa promover o trabalho artístico desenvolvido pelos artistas em terras alentejanas. 

 Prémio de Pintura Henrique Pousão 2012 Pintura:
"Sabedoria" Autor: João Torcato Coelho Cardoso Justa
 Menções Honrosas Pintura: "Homem-Peixe gosta disto" Autor: Pedro Miguel Carola Espanhol
 Pintura: "Forte de São Julião da Barra" Autor: Luís Filipe Furtado de Vilhena
 Pintura: "A Caminho do Monte" Autora: Maria da Conceição Martins Bexiga da Cruz
 Júri: Geraldo Gazimba Simão - Presidente da Assembleia Municipal de Vila Viçosa
Espiga Pinto - Representante da Câmara Municipal de Vila Viçosa
Carlos Aurélio - Representante da Câmara Municipal de Vila Viçosa

"A Sabedoria " de João Cardoso Justa.

Todas as obras vão estar em exposição até ao fim deste mês  no Cine - Teatro Florbela Espanca em Vila Viçosa.

Fontes: Municipio de Vila Viçosa.

9 comentários:

Varandas disse...

Ja´ felicitei pessoalmente o Joao Cardoso pelo seu feito, mas tambem quero ser o 1º a felicita-lo neste espaço.

Parabens Joao por mais um reconhecimento do teu trabalho.

Rosinha.

Anônimo disse...

Parabéns João Cardoso bem mereces o prémio atribuido só agora.

Um abraço

João Transmontano

Anônimo disse...

Para o João com um abraço de felicitações!

Anônimo disse...

GOSTO DE ALGUMAS OBRAS DO JOÃO, MAS ISTO DE SE RECEBER UM PREMIO EM QUE NO JURI NÃO HÁ NINGUÊM ENTENDIDO EM PINTURA É UMA GRANDE MERDA, PRICIPALMENTE PARA O JOÃO.
TENHO DITO.

Anônimo disse...

Como é habitual no Alandroal, sempre há-de vir a terreiro quem pretenda desvalorizar o destaque que este prémio dá a um conterrâneo nosso. E neste jogo de sombras vale tudo. Agora, uns, salientam a falta de competência, no que a pintura diz respeito, que supostamente o júri não tinha. Outros, insinuam que por ali andou a mão do Zé Carvalho. E outros ainda hão-de inventar outros motivos.
O habitual, como já se disse, desde que o valor, o mérito e o talento do artista saiam diminuídos.
Isto é, o Alandroal no seu melhor.

Mas bastaria que estes detractores conhecessem o regulamento do concurso, para verificarem que a verdadeira identidade do autor só foi conhecida pelo júri, depois da obra estar escolhida.
E então caiem pela base todas estas insinuações.

Conheço a obra pictórica do João há muitos anos (dezenas de anos), e posso acrescentar, sem me colocar em bicos de pés, que a sei apreciar e avaliar correctamente.
Sinto-me perfeitamente à vontade para falar assim, já que sou um velho frequentador de galerias de arte, e sobre pintura tenho a preocupação de me cultivar. Tudo isto para dizer que este prémio foi bem atribuído. Sem desprimor algum para os restantes concorrentes, tal como já verifiquei no que às menções honrosas respeita.

Aliás, o Alandroal está bem servido no campo das artes pictóricas. E também no campo da escultura. Existem outros artistas de muito mérito na nossa terra, artistas que trabalham as telas, os carvões, o mármore, a madeira e os metais. Alguns com um certo ar "naif", um tanto ingénuo, é verdade, mas genuíno. Outros, "en avant", tentando trilhar novos caminhos. É neste campo que o João Cardoso se situa.
Gostaria aqui de recordar, por elementar justiça, a obra que o "Palêra" deixou dispersa por onde passou. Eu próprio possuo vários desenhos dele e, sempre que os miro com mais atenção, descubro novos pormenores que me deixam encantado.

Por último, embora não tenha o direito de dar este sermão, gostaria de recomendar ao João Cardoso que não se disperse por áreas que não são as suas. Que dedique às telas e aos pincéis, às suas assombrosas misturas de cores e tons, toda a energia e talento que transporta. Que deixe para outros, noutras matérias entendidos, os tempos em que, por vezes, se gasta e consome.

As minhas felicitações!






Anônimo disse...

O comentário (se é que se pode chamar)das 20:38:00 revela falta de cultura e educação da maioria das pessoas do Alandroal.
São pessoas mesquinhas e invejosas. Não fazem nada e quando alguém faz alguma coisa e é reconhecido, aparecem logo estes idiotas no "bota abaixo"
São uns tristes e frustrados

Anônimo disse...

"aparecem logo estes idiotas no "bota abaixo"
São uns tristes e frustrados"

Na verdade a sua opinião muito pertinente assenta que nem luva em alguns bota abaixo que se julgam os supra-sumo da sabedoria.

Se pensar bem, verá que há muitos "bota abaixo" nas mais diversas áreas de sabedoria.

O último passo é nirvana...





Anônimo disse...

...falta de cultura e educação DA MAIORIA DAS PESSOAS do Alandroal...

...são uns TRISTES e FRUSTADOS...

Que falta de CULTURA e de EDUCAÇÃO acrescidas de TOTAL TRISTEZA e de TOTAL FRUSTAÇÃO se manifestam neste GROSSEIRO comentário.

Que Alá o proteja...se chegar a tempo.

Anônimo disse...

Por último, embora não tenha o direito de dar este sermão, gostaria de recomendar ao João Cardoso que não se disperse por áreas que não são as suas. Que dedique às telas e aos pincéis, às suas assombrosas misturas de cores e tons, toda a energia e talento que transporta. Que deixe para outros, noutras matérias entendidos, os tempos em que, por vezes, se gasta e consome.

MAS QUEM É O AMIGO PARA RECOMENDAR?
NÃO DEVE TER VIDA PRÓPRIA, ESTÁ MUITO PREOCUPADO COM AS ÁRIAS DOS OUTROS, E DIZ QUE NÃO QUER DAR SERMÕES.
VÁ DAR BANHO AO CÃO, E DEIXE LÁ O ZÉ CARVALHO E O JOÃO CARDOSO EM PAZ.
A INVEJA MATA LENTAMENTE.

Loading...