terça-feira, 7 de agosto de 2012

CASTELO DE ALANDROAL "ESCONDE" PARTE DA SUA HISTÓRIA

Se bem se lembram, na semana passada falei aqui nas obras de requalificação do castelo de Alandroal, nomeadamente dos achados arqueológicos que foram posto a descoberto, postagem que até dei o nome de " Castelo de Alandroal mostra parte da sua história", em contraponto com o titulo de hoje, onde me parece que erradamente estão a esconder a história do castelo e por consequência a história dos Alandroalenses.

Passo a explicar,  parte dos achados arqueológicos estão a ser subterrados sem lhe darem o devido aproveitamento arqueológico e turístico e aqui refiro-me aos silos e àquilo que representaram para a sobrevivência de quem aqui viveu. 

Depois há facto de se desvalorizar as ruínas, daquilo que deverá ter sido a primeira igreja do Alandroal, que foram postas a descoberto no quintal do relógio. Este edifício merece o mais aprofundado estudo por parte dos arqueólogos e historiadores e não a sua aparente "camuflagem"!

Mas o que me fez escrever estas linhas, foi o facto de se estar a fazer uma obra de reconstrução do castelo para aproveitamento turístico e de lazer e ao mesmo tempo "escondem" metade do castelo, com a ampliação de um muro que nalguns sítios chegará aos 5 metros!!!

Ampliação do muro a dividir os castelo
Isto passa-se porquê? Porque uma parte do castelo pertence a um particular, não é da câmara nem do estado, por isso não lhe podem mexer sem a autorização do proprietário.  Mas porque não se aproveitou esta oportunidade? Esta requalificação teria dato à câmara a oportunidade e legitimidade para negociar com os proprietários o regresso daquela parte do castelo para domínios públicos.

Penso que não seria difícil chegar a um acordo, nem seria necessário partir para um processo de expropriação, que para um Monumento Nacional nem seria de todo injusto, mas isso só em ultimas instâncias.

Torreão em ruínas na parte particular do castelo
Até porque não vejo qual o interesse dos particulares terem uma propriedade em ruínas e que está a por em risco as propriedades doutros Alandroalenses. As pedras da muralha naquele sitio estão a desprender-se e ameaçam cair a qualquer momento para os telhados de casas alheias, pondo em perigo pessoas e bens.

Veja-se o abandono do quintal e da altura do novo muro agora a separar o castelo
O próprio quintal é um pastorral pegado, oliveiras abandonadas, tudo formando um ponto de combustão prestes a eclodir, pondo em risco a própria Igreja Matriz. 

Depois ainda há o desaproveitamento de saber o que há por debaixo de todo aquele entulho que foi levado em tempos para aquele quintal, que foi também ele em tempos o quintal da Igreja. Há quem advogue que este quintal albergou o cemitério dos ilustres Alandroalenses de outros tempos. É de todo pertinente saber o que há "escondido" ali debaixo.

Mas voltando à apropriação daquela parte do castelo por parte da câmara, à quem defenda que a câmara não tem dinheiro para isso, pode que não, mas ao fazer o projecto inicial de requalificação e quando se candidatou a fundos comunitários devia ter acautelado valores para esse fim, como deveria ter orçamentado valores para estudos arqueológicos, pois é do mais elementar pensamento que ao mexer no subsolo do interior do castelo alguma coisa de valor arqueológico se haveria de encontrar.

Mas a negociação com o proprietário daquela parte do castelo, não tem obrigatoriamente que envolver valores monetários, pode muito bem passar por cedências que deixem as duas partes a contento. E naquele caso há várias formas do fazer, trazendo mais valias para a vila e para o proprietário.

À câmara e em particular ao seu Presidente pede-se vontade politica para resolver estas situações, pois a requalificação do castelo aproveitada com tudo o que pode dar, será com toda a certeza uma mais valia para o Concelho do Alandroal.


27 comentários:

Carlos Damas disse...

Tens que ser tu rosinha a falar, ao que parece têm medo ou não sabem, de resolver as coisas pela raiz, para bem da requalificação do próprio monumento, assim seria todo o arranjo feito duma só vez.

xpto disse...

Muito bem amigo Rosinha. Mandaste uma excelente pedrada no charco (assim as ondas que a mesma possa fazer agitem quem de direito)
Já por mais de uma vez também eu me tenho debatido qual o motivo, ou temor, que impede que o quintal a que te referes (e não só), impençam a visibilidade de tudo o que é nosso e que tal como escreves não permitam usufruir os Alandroalenses e todos aqueles que nos visitam de percorrer o Castelo e agora observar todas as descobertas que se estão a verificar. Muito bem andou o antigo Prsidente quando deitou abaixo aquelas ruinas ao lado. pena que não tenha feito o mesmo do outro lado.
Vamos ver se quem de direito não vai aproveitar esta dádiva para uma melhor promoção da nossa terra.
Se assim não for ainda bem que cá estamos nós (os bloguistas) para as denunciar no momento, e deixar para memória futura todos aqueles que atrás de nós hão-de vir.
Estamos cá para lutar por um Alandroal melhor
Um abraço para ti e para todos os que amam o Alandroal
Chico Manuel

Anônimo disse...

Estes politicos não têm visão de futuro. Trabalham simplesmente em cima do joelho e de acordo com certos interesses.

Se não houver mais valias para o concelho em termos turisticos para que andam a gastar dinheiro em escavações?

parece-me que só fazem as escavações porque a lei assim obriga! Não é a pensar no desenvolvimento do concelho em termos turisticos, senão teriam outra postura nestas questões da arqueologia e do património.

Só em altra de eleições é que vêm com mil e uma promessas

Anônimo disse...

Ou faziam a reconstrução em tudo, ou não faziam, em nada???

Anônimo disse...

Do tipo: se não podemos ter tudo, não queremos nada. Aí valentes portugueses!

Anônimo disse...

MEUS AMIGOS A REALIDADE DESTE CONCELHO É QUE CADA DIA QUE PASSA SE VÊ JOVENS COM 20/30/40 ANOS A TEREM QUE ABANDONAR A SUA TERRA PORQUE AQUI NÃO HÁ QUALQUER FUTURO EM TERMOS DE EMPREGO.
ENQUANTO OS POLITICOS LOCAIS SE ENTRETEREM A DISCUTIR SOBRE CUBA, SOBRE PALMEIRAS E AFINS NÃO VAI HAVER MILAGRES E É VER O CONCELHO CADA VEZ MAIS A ANDAR PARA TRAS

Anônimo disse...

CADA VEZ MAIS A ANDAR PARA TRÁS CONTRIBUÍRAM E DE QUE MANEIRA NOS OITO ANOS EM QUE NOS DESGOVERNARAM.

Anônimo disse...

EU DIRIA MAIS. SE ESTE PRESIDENTE NÃO PERDESSE TANTO TEMPO EM BLOGUES TALVEZ SE VISSE MAIS OBRA FEITA

Anônimo disse...

EU DIRIA MUITO MAIS, SE TU NÃO PERDESSES TANTO TEMPO EM BLOGUES NINGUÉM DAVA POR FALTA.

Anônimo disse...

Mudando de assunto, queiram-me desculpar, alguém aqui no Alandroal se lembra da canção que antigamente se cantava assim, ora agora mandas tu ora agora mando eu, ora agora mandas tu, mandas tu mais eu, desculpem-me eu tenho que dizer, os comentários, mais parece o jogo do empurra////?

Anônimo disse...

cantas bem masd não ma alegras

Anônimo disse...

Como não fizeram nada, a não ser tachos para ganhar adeptos, continuam a mandar papaias aos mandatos e mandato anterior, como se não tivessem votado favoravelmente em tudo. Vão-se preparando porque a espinha que têm atravessada na garganta vai ganhar as próximas eleições. Mesmos que lhe levantem, ou inventem mais processos. Só já falta um ano.

Anônimo disse...

Dito de outra forma: canta bem mal e não se alegra.

Anônimo disse...

Não se trata de canto ou menos canto. Trata-se duma realidade: votaram tudo favoravelmente e agora não concordam. Calculismo? Oportunismo? ou outros ismos?

Anônimo disse...

Também foi a votação as inúmeras idas a Cuba com o dinheiro dos contribuintes???

Anônimo disse...

NA ALTURA TODA A GENTE VOTOU A FAVOR

Anônimo disse...

Toda a gente votou a favor das poucas vergonhas em Cuba com o dinheiro dos contribuintes??? Vai-te catar...

Anônimo disse...

VAI VER AS ACTAS DAS REUNIÕES. OU ESQUECERAM-SE COMO VOTARAM NA ALTURA.
FAÇAM ALGUMA COISA, APRESENTEM TRABALHO E DEIXEM-SE DE CUBA E MAIS CUBA

Anônimo disse...

Não sabia que as actas aprovavam poucas vergonhas...

Anônimo disse...

trabalho muito trabalho é o que é preciso neste concelho. há uma força politica que pode mudar o rumo do concelho, e deixar estas lamechices essa força é a CDU!

Anônimo disse...

Tanto quanto me é dado saber, O Dr. Paulo Portas, é sobrinho do antigo proprietário, (Joaquim Martins)e como tal, será dono de um boa "fatia", mas, consequentemente, um dos responsáveis por essa degradação...
Ou não será???...

Boa noite!

Anônimo disse...

Acho que esse terreno não é dessa familia que se refere.

Anônimo disse...

Com o devido respeito que tenho por todos, isto é pior que os antigos tanques municipais é só lavarem roupa suja,sr. Presidente preocupe-se com o municipio que foi para isso que eu e muitas pessoas votaram em si, mas parece que o sr. se preocupa só com o que nao de-ve.

Anônimo disse...

E com é que o presidente se preocupa que não deve?
Atenção, foi o amigo que escreveu... "Com o devido respeito que tenho por todos, isto é pior que os antigos tanques municipais é só lavarem roupa suja"

Anônimo disse...

Voltando ao ponto fucral da questão, o que está em causa é património historico-cultural. Seria aconselhável e talvez solução que o Ex.mo Sr. Presidente da Camara alargasse os seus horizontes, arregassasse as mangas e colocasse mãos á obra. Reuna-se com quem de direito, coloque propostas, apresente soluçoes para que parte da história da vila de Alandroal não se perca. Sr. Presidente, o tempo urge. Ass: TerenaViva

Anônimo disse...

Ponto fulcral, histórico e cultural:
tudo está ser feito para salvaguardar a história do Alandroal. As cadelas apressadas parem os cães cegos!

Carlos Damas disse...

Há muito que tem vindo a falar da requalificação do castelo do Alandroal, mas de requalificação não tem nadada nem vai ter tão depressa requalificado.

Loading...