quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Peixes do Lucefecit estão a ser retirados.

Os peixes da Barragem do Lucefecit, começaram na passada terça-feira a ser retirados por um pescador profissional.

A Barragem está a ficar muito abaixo da sua capacidade de armazenamento de água, actualmente está  com 35% da sua capacidade máxima, segundo o responsável da Edia presente no local e estima-se que no final da campanha agrícola, venha a estar só com 25%.

Aspecto geral da Barragem do lucefecit, muito vazia.
Com tão pouca água, os responsáveis decidiram por bem retirar, e em principio, até 2 toneladas de peixe. Tudo para preservar a qualidade da água que abastece a area de regantes do Lucefecit e evitar a mortandade de alguns milhares de peixes que possam causar um desastre ambiental.

Logo no primeiro dia desta operação, que se pode considerar de experimental, foram retirados 250kg de peixe entre várias espécies, sendo na sua maioria carpas e barbos (150kg de carpas e 100kg de barbos). Foram ainda retirados, pimpões, peixes-gatos e luciopercas, mas em quantidades irrelevantes, entre 3 a 5 exemplares de cada uma destas três ultima espécies.

Em baixo, pode ver um curto vídeo feita na altura do levantamento das redes, já na quarta-feira de manhã, junto à ilha da barragem.

 

Na foto de baixo, os peixes capturados depois do levantamento de três redes, de entre as cerca de uma dezena que foram ali deixadas durante a noite, isto também já na manhã de quarta-feira. Tudo carpas e barbos, mais nenhuma especie, sendo que mesmo entre estas duas espécies predominava muito mais a carpa. Também ainda ontem de manhã, não se sabia quantos dias iria durar esta operação, mas pelo menos até esta quinta-feira, as redes continuarão a ser atiradas à água. 

Esta operação está a ser monitorizada por várias instituições, entre elas a Associação de Regantes do Lucefecit, EDIA, DEGADR e o ICNF.

6 comentários:

Anônimo disse...

É com tremenda tristeza que vejo a quantidade de pessoas que se junta as margens daquela barragem para recolherem uma refeição, é a tristeza do nosso pais.E aos senhores da protecção dos animais é isto que chamam proteger tirar os peixes da agua para os dar a comer as pessoas, se era para retirar que fosse para colocar numa barragem melhor como o alqueva mas nao dao as pessoas para os peixes morrerem que tristeza...

Anônimo disse...

E agora quem são os responsaveis por mais esta devastaçao de peixe? ser'a a a falta de chuva ou o poderio do dinheiro que leva a tirar a agua da barragem para as culturas de milho em pleno verao.

Anônimo disse...

realmente é verdade.nao protegem os peixes.dao as pessoas para matar a fome e nao tem pena de matar os peixinhos.mais valia as pessoas morrerem a fome que matar os peixinhos.ELE HA COM CADA UM!!!!

Anônimo disse...

com o devido respeito, deviam ter mais informação antes de escreverem estes comentários, o sr. varandas pode tirar algumas duvidas se tiverem interessados.
E não é para matarem a fome que aquelas pessoas correm desalmados para o barco é sim para fazerem negocio.
Obrigado

Anônimo disse...

e muitas daquelas pessoas que dizem que é para matar a fome chegam a deixar estragar o peixe em casa que nao o cozinham nem o devolvem a natureza, eu sei do que estou a falar sou daqui de terena e tenho assistido a muito e tambem tenho assistido a pessoas que ali vao buscar o peixe e vão vendelo.Se era para proteger os peixes da seca da barragem que os protegessem nao que os matassem...

Anônimo disse...

Chamo a vossa atenção para o facto da responsabilidade. Responsabilidade esta que não deve recair sobre as pessoas que vão buscar o peixe. Apesar de achar que as espécies deveriam ser protegidas e que não deveriam ter como finalidade a alimentação ou o comercio, penso que toda a responsabilidade deve recair sim, sobre a organização da retirada do peixe. Acredito que esta retirada tem como finalidade evitar uma catástrofe ambiental, contudo, há que pensar em todos os pormenores. E um grande pormenor deveria ter sido..Para onde levar e como transportar o peixe? Ass: TerenaViva

Loading...