quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Ex-Presidente João Nabais ilibado em processo de "denegação de justiça"

O processo nº 123/10.8TARDD do Tribunal da Comarca de Redondo acusava o ex-Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Nabais de 29 crimes de "denegação de justiça". Isto é, o Ministério Público acusava João Nabais de não aplicar algumas pequenas coimas ao seus munícipes, provenientes de queimadas, licenciamentos, acampamentos, etc... Infracções aparentemente cometidas durante o período de governação de João Nabais.

O julgamento processou-se no passado dia 14 de novembro e foi decretada a absolvição do arguido João Nabais. No mesmo processo o Município de Alandroal e na pessoa do agora também ex-Presidente João Grilo exigia a João Nabais o pagamento de uma indemnização ao município por danos patrimoniais e morais de 15.000.00€. Sendo o arguido considerado absolvido de todas as culpas no processo, não se coloca a aplicação de qualquer indemnização.

João Nabais, continua no entanto a aguardar o julgamento pela  prática de 117 crimes de peculato e 92 crimes de peculato de uso. Este é um outro processo e depois de um primeiro adiamento, o julgamento está agora marcado para os primeiros dias de dezembro.

4 comentários:

Anônimo disse...

Sou alandroalense nascido e criado mas nos últimos anos tenho estado por fora por motivos profissionais.

E há fenómenos muito estranhos e mal contados neste concelho que fazem lembrar qualquer coisa como o faroeste.

Falam mal deste senhor, João Nabais de seu nome, e dos crimes que este possa ou não ter cometido, mas há situações bem mais estranhas que se passam e não ousam falar.

Vou apenas falar de uma delas e que tem a ver com as AVENÇAS que o anterior executivo tanto usou no seu mandato. Não sou contra as avenças ainda por mais porque estas são em alguns caso necessárias, pois conheço os recursos humanos do Município, e sei que em quadro de técnicos superiores e equiparados, estamos muito mal servidos ou nada servidos em alguns sectores de elevada importância para o bom funcionamento dos serviços que a Câmara Municipal de Alandroal presta aos munícipes.
No entanto os valores destas avenças são descabidos e até verdadeiros casos de polícia.
Como é possível terem contratado avençados para mudar contadores de água e arranjar calçada com valores de 2500€ a 3000€ mensais?
Como é possível contratarem técnicos superiores à ordem dos 2000€ mensais quando a outros pagam 1100€ ou até 1000€??

Tem de haver um valor fixo para estes técnicos superiores que seria o valor legal para um técnico superior do estado, que é o valor de 1374€.

Convido-os a visitar o site base.gov.pt e pesquisarem o campo "Ajustes Diretos", inserindo Município de Alandroal como pesquisa e percebem e comprovam o que estou aqui a escrever.

Um abraço a todos os alandroalenses e seguidores.

Anônimo disse...

Estás fora e conheces bem os recursos humanos da câmara????

Gato escondido com o rabo de fora

Anônimo disse...

Conhece..e bem. Não está fora, qual quê?

Esteve fora (alheou-se porque se apercebeu DAS ATITUDES do correligionário) durante 12 anos e...está de volta???...ó minha nossa senhora. AGUARDAMOS-TE.

ENTENDIDOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!até 2021.

Pelo menos

ABRAÇO...DE AÇO

Anônimo disse...

Caro gestor deste espaço, hoje depois de ouvir a entrevista da Drª Mariana Chilra fiquei a pensar como foi possível os 2 anteriores presidentes terem deixado a câmara no estado em que está!
Mais uma vez se veio confirmar que os últimos 4 anos não passarm de uma guerra pessoal entre eles os dois e não quizeram saber dos problemas do concelho para nada.
Acho que a população nunca mais deveria permitir que essas 2 criaturas se pudessem candidatar a presidente de câmara

Loading...