quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Alandroal: Município vai ter menos receitas de IMI por decisão da Assembleia Municipal


Contrariando a proposta do executivo camarário de manter as taxas de IMI nos valores praticados no concelho nos últimos 10 anos, as bancadas do PS e da CDU, na última reunião de Assembleia Municipal, impuseram para 2012 a cobrança da taxa mínima.

O Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo, procurou justificar a manutenção das taxas face ao profundo endividamento do Município (a redução de receita levará, necessariamente, ao agravamento dos limites de endividamento, largamente ultrapassados e que o actual executivo se tem esforçado por diminuir), à redução nas transferências previstas para o Município no Orçamento de Estado para 2012, que pode chegar aos 300 mil euros, e à necessidade de canalizar verbas adicionais para apoios sociais num momento de crise, referindo que muito gostaria de poder propor uma redução das taxas mas que a situação das contas do município não o permite.

As bancadas do PS e da CDU mostraram-se insensíveis a estes argumentos e chumbaram a proposta, ficando assim em vigor as taxas mínimas de 0,4 % para os prédios urbanos e 0,2% para os prédios urbanos avaliados nos termos do CIMI. João Grilo criticou de forma dura esta postura, e referiu que se é verdade que a CDU sempre se manifestou contra as taxas em vigor, tinha agora a oportunidade de, num momento particularmente difícil para o Município, repensar as suas prioridades.

O Presidente lamentou sobretudo a posição da bancada do PS que, votando inclusive de forma diferente da do seu vereador – que em reunião de câmara optou pela abstenção – revela uma total incoerência com a posição assumida ao longo dos dois mandatos em que estiveram no poder e nos dois anos deste mandato, num total desligar da resolução dos problemas financeiros que foram criados nesses dois mandatos.

O Presidente prevê, com esta decisão, uma perda de receitas, em impostos directos, que pode chegar aos 50% a que se juntam os 300 mil euros de corte nas transferências do Orçamento de Estado, “é muito dinheiro para quem tem tão pouco e tem que se preparar para enfrentar o ano mais difícil de sempre para a Autarquia do Alandroal nas últimas décadas”. Contudo, garantiu que face a esta decisão da Assembleia, “esse dinheiro vai ter que sair de algum lado” para garantir o funcionamento da autarquia. “Vamos ter que intensificar os cortes já previstos para 2012 nas despesas de funcionamento da câmara e nas actividades desenvolvidas, e quem o vai sentir seremos todos nós, no entanto, não vou deixar que o dinheiro falte onde as pessoas mais precisam: nos apoios sociais, na educação, ou nos apoios aos idosos”, garantiu Joao Grilo.

Fonte: Gab. Imprensa do Município de Alandroal.

14 comentários:

Anônimo disse...

Não me parece que um Município que gasta 75.000.00 € por uma máquina de cinema 3d que não dá cinema nenhum se possa queixar de falta de dinheiro, se a dita máquina vai ser comparticipada ou não pouco importa pois o Município teve que pagar na totalidade e agora espera pela comparticipação, mas o dinheiro já foi para um bem totalmente desnecessário e agora não há dinheiro.
Veja lá se sabe o que anda a fazer caro Grilo porque com gerência destas o melhor é ficar caladinho.

Anônimo disse...

Na minha opinião deveria sr. presidente entregar o mandato aos antigos bichos da madera e que se governacem. quando vierem as eleções o povo faz a folha.

Anônimo disse...

E as juntas de freguesia nada de pagamentos.. E depois a 75 mil euros para maquinas de cinema 3d.

em minha opinião primeiro e para o que faz falta depois para o resto nao concordam??

Anônimo disse...

E que tal se começar por pagar a quem deve? e uma excelente ideia.


Se nos nas nossas casas gastarmos mais do que aquilo que recebemos nunca vamos a lado nenhum.

paguem a quem devem e ajudem quem mais precisa. e uma excelente ideia para tentar desviar este concelho do abismo.

Anônimo disse...

Mas que admiração Sr. Presidente, sobre esta decição dos deputados do PS e da CDU, na Assembleia! Pois é uma medida universal, que beneficia todos os municipes e não só, com propriedades urbanas no nosso concelho! Ok, não faz diferença entre mais e menos rendimentos.... Mas vai na mesma linha da sua opção na distribuição de livros nas escolas, pois também não olhou e bem, a pais com mais ou menos rendimentos! Mais lhe digo esta medida beneficia mais a povo do Alandroal, que esses medidas teóricas e "tuguesas", que anda aí a distribuir porta a porta, num caderno (Custos baixo a sua realização e distribuição). É medidas destas abrangentes e universais que as familias precisam e sem muitos gastos inerentes para o municipio!!!

Lobo do Lucefécit

Anônimo disse...

viva a dinastia e o custo zero.

Anônimo disse...

Abaixo o regabofe dos milhões!

Anônimo disse...

João Grilo garante e está tudo dito, como se o própro não tivesse uma feia alcunha que o torna duvidoso.
Vai lá vai....

Anônimo disse...

Nenhuma feia alcunha torna quem quer que seja duvidoso, ou então o concelho estava cheio de duvidosos. O mesmo já não se pode dizer do regabofe dos milhões, disso não há dúvidas!

Anônimo disse...

Certamente o aumento do IMI seja para suportar os custos da revista mediocre que foi distribuida porta a porta esta semana.

Alandroalense atento

Anônimo disse...

O REGABOFE DAS MENTIRAS TAMBEM É JEITOSO,É QUE ESTE PARA ALÉM DA DITA ALCUNHA QUE AINDA POR CIMA É VERDADEIRA E COMPROVADA TAMBÉM AJUDOU AO TAL REGABOFE DDOS MILHÕES COM VIAGENS A CUBA E NÃO SÓ E COM ACOMPANHANTE.
DEVIAM ERA ESTAR CALADINHOS QUE ESTE TEM TAMBEM MUITA CULPA NO CARTÓRIO DO TAL REGABOFE QUE O SR.TANTO GOSTA, EU PREFIRO FIGADO.

Anônimo disse...

Mas se o IMI não aumentou....

Anônimo disse...

O Grilo lamenta a posição do PS, mas não lamenta a da CDU que vota a favor na Cãmara e contra na Assembleia. Grande desplante! A não ser que o voto a favor seja pelo favor de se estar a tempo inteiro.Será que é uma coligação de interesses ou uma coligação política para o aguentar?

Anônimo disse...

Qual Coligação?????????????????Nada disso. LIBERDADE DE VOTO TOTAL.
Democracia pura E DURA

Anarka

Loading...