quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

ALANDROAL, RESERVA DARK SKY RECONHECIDA PELA UNESCO


A Reserva Dark Sky Alqueva, da qual fazem parte os Municípios de Portel, Reguengos de Monsaraz, Alandroal, Mourão, Moura e Barrancos acaba de ser reconhecida como a primeira Reserva do Mundo a obter a Certificação Starlight Tourism Destination atribuída pela Unesco e pela Organização Mundial do Turismo.

A certificação atesta as características únicas do céu nocturno nesta zona do Alentejo, diz um comunicado da Reserva Dark Sky Alqueva.

A Reserva, agora detentora da Primeira Certificação Mundial nesta área, pretende dar à região do Alqueva uma nova vida ao cair da noite, permitindo ao visitante usufruir deste território sob um céu límpido e estrelado.

A Reserva Dark Sky Alqueva é um projecto estruturante de desenvolvimento sustentável que visa a implementação da Agenda para a Sustentabilidade e Competitividade do Turismo Europeu nos concelhos de Alandroal, Barrancos, Moura, Mourão, Portel e Reguengos de Monsaraz, lê-se na nota.

O projecto surgiu em 2009 desenvolvido pela TGLA – Turismo Terras do Grande Lago do Alqueva, Genuineland – Rede de Turismo de Aldeia do Alentejo, EDIA e CCDR Alentejo e com a parceria da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores.

O seu objectivo é reduzir a sazonalidade da procura, o impacto do transporte turístico, melhorar a qualidade do emprego no sector do turismo, melhorar a qualidade das comunidades face à mudança, minimizar o impacto da utilização de recursos e da produção de resíduos, conservar e acrescentar valor ao património natural e cultural, possibilitar o gozo de férias a todos e utilizar o turismo como ferramenta no desenvolvimento sustentável global.

A pretensão da Reserva é criar um destino onde o motivo de atracção seja a usufruir de um céu estrelado livre de poluição luminosa que permita oferecer ao turista actividades nocturnas.

Associado à Reserva está já em implementação a “Rota Dark Sky Alqueva”, onde o turista poderá optar por realizar actividades nocturnas tais como passeios pedestres, passeios a cavalo, observação de estrelas, birdwatching, wildnightwatching, entre outras actividades. A Rota Dark Sky Alqueva inclui actualmente oito unidades de alojamento, cinco de restauração e três empresas de animação turística que já estão aptos a receberem os chamados “astro-turistas”.

Fonte: Presstur

5 comentários:

Anônimo disse...

Isto é interessante e positivo, mas ninguem liga. Só ligam á pequena politica. Enfim.

Anônimo disse...

então eu pergunto "rota dark sky alqueva" so para turista ver? e os residentes? e os que gostamos dos "céus" alentejanos, que "os" olhamos todos os dias das nossas vidas com verdadeiro extasiamento? será que podemos ser considerados "astro turistas"? será que nós (todos nós) que não enchemos as unidades hoteleiras locais não poderemos ser usufruir das atividades proporcionadas pelo céu estrelado?
espero que tenham também pensado em nós ...

Anônimo disse...

Já reparou que nós os indigenas já usufruimos dessas condições há muito anos???E que não precisamos como numca precisámos desses nomes ponpousos para disfrutar-mos os nossos céus???è preciso vir agora alguem com esses nomes e a querer ganhar dinheiro com isso??Continuaremos a usufruir deles sem reservas e sem outras me....as não nos venham é pedir que paguemos para olhar-mos o nosso céu Flataria mais...

Anônimo disse...

Amigo varandas assim só perdes quando ocultas e não publicas meros comentários de opinião pessoal que me nada ofedem niguem...Efim o blog é teu fazes o que entenderes.

Varandas disse...

Já lá está. Li na altura e fiquei com a impressão que tinha sido editado, mas de facto não tinha sido, algum erro da minha parte ou do Blogger.

Mas já está reposto o lapso e até porque estou muito de acordo com o comentário.

Quando é assim é bom que chamem a atenção.

Rosinha.

Loading...