terça-feira, 17 de janeiro de 2012

PLENÁRIO NA MINA DO BUGALHO "APROVA" CONTINUAÇÃO DA JUNTA

Tal como a Junta de Freguesia de Juromenha já havia feito oito dias antes, também a Junta de Freguesia de são Brás dos Matos na Mina do Bugalho realizou um Plenário na tarde do passado sábado, para discutir com a população o facto do Governo da República propor através do Livro Verde da Reforma da Administração Local, a extinção da Junta de Freguesia daquela localidade ou a sua agregação à Freguesia de Juromenha.

Mais um Plenário repleto de gente interessada em defender a sua freguesia, desta vez pouca gente de fora, mas muitos locais.

Moderou o Plenário o secretário da Junta, Ilídio Guerra e Presidiu ao mesmo a Presidente da Junta, Maria da Piedade Costa, que na sua intervenção leu o historial daquela Freguesia, salientou a obra feita pela junta nos últimos anos e a mais valia que aquela autarquia representa para os actuais habitantes da localidade da Mina do Bugalho.

Começado o Plenário, foram esgrimidos vários argumentos em favor da manutenção da Freguesia de São Brás dos Matos, com sede na Mina do Bugalho. E ficou mais uma vez vincado, que os habitantes da Mina, embora respeitando os habitantes de Juromenha, não aceitam ser agregados com estes últimos numa só freguesia.

Mais uma vez a única voz discordante veio de uma representante do PSD-Distrital, que na sua intervenção aludio à grande vantagem da agregação das duas freguesias, defendeu que sendo uma área maior e uma freguesia mais populosa, a capacidade negocial junto do Município ou do Governo será muito maior e poderá uma freguesia tirar mais vantagens.

Por ultimo, o ex-Vereador e ex-Presidente de Junta Custódio Costa, elaborou um documento e auto-proclamando-se porta voz do Plenário, subiu ao pulpito, leu o documento onde estavam contidas todas as mais valias com vista à manutenção da Junta de Freguesia de São Brás dos Matos. O documento foi apresentado para votação ao Plenário e foi aprovado por unanimidade. Sendo que o mesmo vai ser enviado para as mais variadas instâncias com poder na matéria.

10 comentários:

Anônimo disse...

O pluralismo do blogue, consegue omitir a presença do único deputado da nação que respondeu ao convite da JF e esteve presente o Dr. João Oliveira do PCP.Sem comentários

Anônimo disse...

"e auto-proclamando-se porta voz do Plenário"

Embora eu seja um defensor da não extinção das Juntas, esta atitude deste senhor explica muita da aflição quando se fala no fim da Junta em causa.

No horizonte ergue-se o fim de uma Dinastia, que embora tenha tido os seus aspectos bons, não deixa de ser imperfeita, a começar pela sucessão familiar!

Anônimo disse...

è só o que importa ao comentador anónimo não?O fim de uma dinastia??!!!Então e ofim dos serviços prestados por essa autarquia bem como por outras que vão ser extintas? isso não conta não??Mais preocupado está e reflete-se no seu discurso, o fim de um tacho de um provento monetário para essas pessoas...È so nisso que consegue argumentar,porque certamente é isso que vê nesses lugares o anónimo não???Olhe que nem toda a gente comunga dos seus pensamentos.Por uma vez pense nas pessoas dessas freguesias e do que perdem com a sua extinção.
Tenha um bom dia
Al

Anônimo disse...

Ao segundo comentario deste blogue, quero responder o seguinte:
Está em causa a extinção de uma Freguesia, não a extinção de tachos.
1 - Os serviços que esta Freguesia prestou á sua população foram tao grandes que a sua vista não
consegue alcançar.
2 - As obras feitas a pessoas como o senhor não lhe dizem nada, porque o senhor só vê politica á sua frente, mas tem tido mestres muito mediocres.
3 - Como pode o senhor, residente nesta Freguesia dizer tâo grandes barbaridades ou está completamente apaixonado por este governo.
4 - A Dinastia que o senhor fala é puramente inveja e dor de cotovelo porque as eleiçôes desde o 25 de Abril de 1975, todas foram democraticas e livres, o Sr. não deve saber, porque ainda não era nascido.
5 - Como se fosse verdade a mentira que o sr acredita ser verdade, por esta Junta de Freguesia já passaram 4 Presidentes e um presidente de uma comissão administrativa.
6 - O Sr. devia ter sido algum concorrente que não conseguiu ganhar nas urnas e que agora dizer mal de quem por cá passou, seja honesto.

Anônimo disse...

sou pela democracia. concordando ou não com a "hereditariedade" da familia costa na junta de freguesia da mina do bugalho o que é certo é que a mesma tem recebido por parte da população da mina o voto para continuar a trabalhar em prol do seu território. o voto dos cidadãos deu legitimidade a esta sucessão através do seu direito/ dever de eleger os seus representantes.

Anônimo disse...

Viva, caro ou cara Al, e comentador que lhe seguiu. Provavelmente pensaram que me tinham deixado sem resposta, mas isso é altamente difícil de acontecer. Simplesmente não tenho tempo de andar a visitar blogs todos os dias.

Começo pelo comentador que apresentou 6 pontos. Você sentiu-se tanto com o que eu escrevi, que até escreveu uma enorme barbaridade. "Que a sua vista não consegue alcançar".
A minha visão só não consegue alcançar as obras boas que você diz, como o atentado feito ao património dessa freguesia, mais concretamente aquele lago forrado a azulejos debaixo do Arco. Isso foi uma verdadeira obra, não foi??
Não falo já no arranjo dos lavadouros, ou naquele emaranhado de árvores junto ao edifício da Junta, que de noite parecem a floresta negra.

Depois erra redondamente nos seus palpites.Eu não fui nenhum candidato ao quer que seja, por isso não jogue à lotaria nem diga que eu só vejo poliica. Residente nessa freguesia. Ri-me a sério com essa sua insinuação. Às tantas até é capaz de dizer em que rua moro e qual a porta. Diga lá que é para errar outra vez.

AL, AL AL, quem és tu? Eu até podia dizer que sou o LA, e seria sempre um anónimo tal como você é para mim e para a maioria das pessoas, quer assine por Al, quer não assine. Deve assim perceber que não tem legitimidade de dizer mal de um anónimo, quando também o está a ser.

As verdades custam. E a verdade e a grande preocupação é o fim do PODER, e há muita gente a fazer crer que o fim das Freguesias é o fim do Mundo para não o perderem.

Anônimo disse...

Neste Plenário em defesa da continuidade da junta de freguesia de São Brás dos Matos foram debatidos vários tempos que comprovam que esta Junta de Freguesia e esta população da Mina do Bugalho vão lutar para não deixar extinguir ou agregar a Freguesia de São Brás a Jorumenha. A Mina merecer ter esta Junta no seio da Aldeia, porque esta Grande Junta de Freguesia fez grandes obras na Freguesia de São Brás que catapultaram esta Aldeia e fizeram dela a mais bonita Aldeia do Concelho do Alandroal.

Obras como a restauração do Arco de São Brás (Arco este que e o nosso maior monumento e o nosso maior simbolo) são aqui criticadas? porque? Qual o motivo de criticarem aquilo que está bem feito? O Arco com o Lago em seu redor, com o Nicho de São Brás que também foi a poucos anos restaurado por esta Junta de Freguesia situados no Jardim no (Largo de Sao Brás) são sem sombra de duvida o local mais belo do Concelho do Alandroal.

Não venham para aqui com a obra dos lavadouros porque os lavadouros não foram arranjados pela junta, os lavadouros foram arranjados pelo Centro. Ate já estou cansado de ouvir esta historia dos lavadouros, história toda ela que e uma mentira. Não confundam as coisas.

Esta conversa dos azulejos e dos lavadouros veio também mencionada no tal COMUNICADO DA QUEDA DO MURO DE BERLIM, que em 2009 quase em véspera de eleições autárquicas apareceu espalhado por alguém nas ruas da Mina do Bugalho. Esse alguém que a todo o custo tentava com tudo aquilo que tinha ao seu alcance denegrir a imagem desta Junta de Freguesia, do Executivo que a lidera e de muitas das pessoas que aceitaram integrar a lista do PCP - CDU á Junta de Freguesia de São Brás dos Matos.

Isto tudo deu numa Estrondosa e Histórica VITÓRIA com Maioria absoluta do PCP na Mina do Bugalho.

A população sabe que pode contar connosco para continuar a manter esta Freguesia no pódio como a mais bonita do Concelho do Alandroal.

Vamos todos juntos lutar pela não extinção da Freguesia de São Brás.

Anônimo disse...

Continuação do comentário anterior:

A Grande obra do Cemitério de São Brás concluída a cerca de 3 anos pela Junta de Freguesia de São Brás, obra que foi construída por fases porque a junta de freguesia suportou as despesas sem apoio.

Parque de Merendas construído também por esta Freguesia que foi concluído a 1 ano, obra que vai servir todos aqueles que visitarem São Brás dos Matos no próximo dia 3 de Fevereiro.

Parque Infantil, construído também com dinheiro dos cofres da Junta de Freguesia de São Brás, com todas as regras de segurança para as crianças brincarem.

Parque Sénior com vários equipamentos de ginástica onde todos podem cuidar da sua forma física. Única obra deste género no Concelho do Alandroal.

Esta Junta de Freguesia facilita a vida a sua população e para isso que foi criada, atestados, pagamentos de luz, electricidade, meo, agua, tv cabo etc.... licenças de canideos etc...tudo isto se pode fazer na junta. temos uma população envelhecida com poucos meios com pequenas reformas....como se deslocam ?

Por todos estes motivos e + alguns a Junta de Freguesia de São Brás dos Matos tem que se manter, vamos todos lutar pelo que ainda temos.................................................................

Anônimo disse...

Não depois , secalhar alguns que agora se filam que nem câes são os que mas vâo notar essa "falta"é sempre assim desde os banquinhos da escola .Sempre com os que têm mais "poder"ainda que esse poder nos possa Fo****r
Viva São Bráz dos matos ...

Anônimo disse...

A "pequenez mental" de alguns comentários insertos no blogue manifesta "á perfeição" ou "a imperfeição" do verdadeiro conteúdo pessoal dos seus autores.

Como é possível (afinal são o Povo que temos) preocuparem-se com os actos e os efeitos (positivos) de quem democráticamente é eleito e não se preocupam com aqueles que embora, também democráticamente eleitos, conduziram o País durante 37 anos para, LÁ FORA e CÁ DENTRO, serem considerados perigosa e indiscutivelmente "CORRUPTOS"?.

Melhor dizendo INCOMPETENTES e ALDRABÕES.

Foram e são estes últimos os ÚNICOS CAUSADORES da situação a que o País chegou (arrastando-nos, filhos e netos)para o caótico estado a que chegamos.

Fazer obra, pagar aos Trabalhadores e ás Empresas que a executaram significa, HONESTIDADE E CAPACIDADE na utilização dos dinheiros públicos.

Fazer obra e não pagar é o inverso, tem nome, "CORRUPÇÃO", "CEDÊNCIA ÁS INFLUÊNCIAS POLÌTICAS", "COMPADRIO", "DESONESTIDADE" na utilização dos dinheiros públicos (dinheiros que todos suportamos através dos impostos).

E o POVO não vai consentir, mais... não pode nem deve consentir que a DESONESTIDADE e a CORRUPÇÃO continuem alastrando.

Preocupem-se com outras oligarquias, URGENTEMENTE!!!.

Loading...